Conheça os segredos do sojicultor que colheu 149 sacas por hectare

Publicado em 14/06/2017 na categoria Notícias Agrícolas.

colheitadeira

 Produtor paranaense vencedor do Desafio da Máxima Produtividade da Soja do Cesb sagrou-se bicampeão com a maior produtividade da história

Daniel Popov, de São Paulo
Já imaginou colocar a colheitadeira em campo e no marcador observar que a soja colhida rendeu 149 sacas por hectare? Pois foi com extrema alegria e surpresa que o produtor Marcos Seitz, de Guarapuava (PR), recebeu a notícia de que ele foi o campeão do Desafio de Máxima Produtividade 2016/2017 realizado pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB). De quebra ele quebrou o recorde da temporada 2014/2015 de 142 sacas por hectare e marcou seu nome na história da competição.

BASF-Cesb-02

Para se ter uma ideia da façanha obtida pelo produtor paranaense, a média de 149 sacas por hectare obtida na área de 10 ha, destinada ao concurso, superou em muito as 56 sacas da média nacional e também de seu estado (que obteve a maior produtividade média do país), com 62 sacas de soja por hectare. Ao todo o produtor cultivou 110 hectares, e teve uma produtividade média de 79 sacas por hectare. “Estou muito feliz, ainda mais porque o resultado é fruto de muito trabalho e pesquisa. Sabíamos que nosso trabalho traria resultado, mas nunca imaginamos conseguir 149 sacas por hectare”, conta Marcos Seitz. “Sem falar que conseguir quase 80 sacas na média da fazenda é espetacular. Foi nosso recorde também.”

Aqueles que acham que vencer o desafio significa já ter a melhor técnica e não ter nada a melhorar, esta foi a quarta participação consecutiva de Marcos Seitz no Desafio, e a segunda vez que o produtor conquistou o título. Na safra 2012/2013 Seitz havia registrado a produção de 110,5 sacas por hectare, resultado que à época também o sagrou campeão e também configurou recorde nacional. “Temos sempre algo a melhorar, a testar, a conhecer. O desafio era apenas uma ferramenta nesta engrenagem”, explica Marcos. “Um dos pontos principais é que trabalhamos em família e todos amamos o que fazemos.”

“Somos a quarta geração de uma família que se desenvolveu junto ao agronegócio brasileiro. Sabemos o quanto a adoção de novas tecnologias aliada a um correto manejo na lavoura pode fazer toda a diferença. Nesse sentido, novamente a BASF esteve ao nosso lado nos auxiliando na tomada de decisão para um controle fitossanitário eficiente, que contribuiu para o excelente resultado em produtividade”, comemora Alexandre Seitz, consultor da área e irmão do vencedor nacional do Desafio de Máxima Produtividade de Soja.

Neste ano o CESB recebeu mais de cinco mil inscrições de produtores rurais interessados em produzir mais soja na mesma área de plantio. O número é 12% maior que o total do ano passado. “O recorde de adesões representa a importância que as pesquisas, novas tecnologias e o uso da sustentabilidade no campo adquirem no dia a dia do produtor de soja”, explica o presidente do comitê Nery Ribas. “Este ano faremos eventos emblemáticos em todo o país, mostrando estes resultados, além de trazer novidades para esta safra.”

O Cesb fez uma análise completa e um raio X do que foi feito na área de Seitz e as técnicas usadas pelo produtor, incluindo uma adaptação nos maquinários que renderam o recorde ao sojicultor.

O vídeo abaixo conta com dados técnicos e uma análise detalhada do Cesb. Vale a pena ver estas dicas:

Fonte: projetosojabrasil